Lulu, o app que permite que as mulheres avaliem os homens, chega ao Brasil e já causa polêmica

por Pedro Katchborian | 22 novembro 2013

lulu-abre

Nesta semana, o app Lulu chegou ao Brasil e já está causando polêmica. O aplicativo, que já fez muito sucesso nos Estados Unidos, funciona da seguinte forma: conectadas com o Facebook, as mulheres (só elas tem acesso ao app) podem avaliar os amigos homens, após selecionar uma categoria: ex-namorado, amigos, parente, crush e outras.

Essa avaliação é feita a partir de questões de múltipla escolha e no final é gerada uma nota de 1 a 10, que ficará abaixo da foto do perfil do cara. Apesar de estar conectado com o Facebook, não é publicado nada e as mulheres tem o anonimato garantido.


As notas vem acompanhada de algumas hashtags que podem ser colocadas, como #nãoébabaca, #filhinhodamamãe, #respondeSMSrápido,#lindotesãobonitoegostosão e outras.

Pra que serve tudo isso? Segundo Alexandra Chong, criadora do app, a intenção é fazer com que as mulheres tenham mais informação sobre pares em potencial. “Quando você quer saber sobre um cara, você não quer saber em quem ele votou ou sobre o que ele escreveu um trabalho na faculdade. Você quer saber se ele tem boas maneiras, se ele é legal”, disse, ao New York Times. Mas a coisa não está indo tão bem assim. Algumas pessoas reclamam que o aplicativo é sexista e outras dizem que não precisam do Lulu para avaliar outros homens.

As interessadas podem baixar de graça pra Android ou iOS. Já os homens que ficarem incomodados podem acessar o site do Lulu e retirar o seu nome da lista ou também baixar o app, que identifica o gênero da pessoa e automaticamente o exclui do banco de dados.

lulu-app

No Twitter, a galera está falando bastante do Lulu. Separamos aqui alguns dos melhores tuítes:

<

E você? O que você achou do aplicativo?

Quem escreveu:

Pedro Katchborian / @pedrokatch

é repórter do youPIX. Queria ser paleontólogo, mas virou jornalista.
veja + posts do autor

Comentários: