MORTE AO INSTAGRAM, VIDA LONGA AO FLICKR

por FABIO REX | 18 dezembro 2012

 

O Facebook comprou o Instagram em abril de 2012 por um bilhão de dólares E desde então o aplicativo não sofreu muito com isso. Dia desses ganhou uma interface mais bacaninha, outro filtro inútil e tchans. Mas esta semana, o império do Zuckerberg desferiu um golpe mortal na rede de compartilhamento de imagens mais popular do mundo. Numa mudança de Termos de Serviço basicamente diz:

O direito de uso de todas imagens que você produzir e uploadear no Instagram são nossos. E mesmo o direito de imagem de pessoas que você fotografar são nossos. E foda-se se você é menor de idade, qualquer coisa é nossa. E a gente faz o que bem entender com essas imagens. Não gostou? Você tem até o dia 16 de janeiro para deletar sua conta, queridinho.

O que aconteceu? Óbvio que a galera se revoltou. Quem quer ver ser filho lindo parar de graça num anúncio de laxante infantil? Aquela foto da sua lua-de-mel no Caribe virar panfleto de agência de viagem? Sua própria foto virar o ANTES de um comercial de clínica de emagrecimento?

Isso que eu tou pegando os exemplos corriqueiros, porque tem um monte de filho-da-puta acha que você não deve reclamar, que é mimimi, falta de louça para lavar.

Clique pra continuar lendo

THE FANCY: UMA REDE PRA PROSTITUIR SEUS LIKES

por FABIO REX | 21 junho 2012

Pinterest é legal, bem legal. Não é e nem nunca será o sucesso massivo que os caçadores da ~NEXT BIG THING~ da social media quer que ele seja. Não é todo dia que nasce um fenômeno como Orkut, MySpace, YouTube, Facebook, Twitter, Instagram. Tá, é todo dia sim, mas não foi o caso do Pinterest.

Uma das coisas interessantes a respeito do site dos alfinetes é que ele leva tráfego de volta às páginas de origem. O ~pin~ quando desperta a curiosidade, leva o usuário ao site de onde foi pinado.

Só que nem sempre leva de volta ao site que interessa. Digamos que você curtiu uma supersaia rodada duma ruiva no Pinterest e queira comprar. Você tenta seguir o link back e cai num tumblr de tarados por ruivas. Sim, tem muito disso na tal da Internet.

Clique pra continuar lendo

PEGA NO MEU KLOUT E BALANÇA! O POST DEFINITIVO…

por FABIO REX | 29 maio 2012

Mentira, não é o post definitivo. Odeio posts definitivos. Nada na internet é pra sempre. Tudo muda.  E com o Klout não foi diferente.

O Klout surgiu lá pelos …. de … A primeira pessoa que eu vi mencionar foi a papisa da web lusotropical, a @Rosana. Eu fui verificar o que era. Sou control freak mesmo.

O Klout é uma ferramenta que, por meio de 1 algoritmo ~MISTERIOSO~ calcula a relevância, a influência, a importância de uma pessoa nas esferas people powered da internet, a Social Media. Em outras palavras é uma régua para medir o seu epeen.

Clique pra continuar lendo

APP.TITE #4 – IN(APP)ETÊNCIA OU A FALTA QUE OS APPS FAZEM

por FABIO REX | 19 março 2012

Bom dia, amigos da rede youPIX! (Ou boa tarde, sei lá que horas vocês vão ler isso). Faz alguns dias que perdi meu ~iPhone~ e essa é a razão pela qual não ando escrevendo por aqui.

Mas andei pensando… em vez de apps, que tal falar da falta que eles nos fazem?

Somos dependentes dela? Ou não? Hoje no Globo Rep… err. :P

Clique pra continuar lendo

APP.TITE #2 – 9 DICAS DE COMO SER POPULAR NO INSTAGRAM EM 2012

por FABIO REX | 10 janeiro 2012

Instagram é a app do momento. Tanto que foi eleita como a melhor para iPhone em 2011 pela própria Apple. E, para quem o acusa de elitismo, saiba que já está sendo preparada uma versão para o Android! Isso sem contar os vários projetos legais que rolam por lá.

O próprio sucesso, entretanto, mudou um pouco as dinâmicas das coisas na comunidade. Agora ficou mais difícil entrar para a aba de Popular (mas você quer, eu sei). Ou melhor: depende de você. Por isso, exatamente nesta mesma época no ano passado, eu fiz uma lista de 10 maneiras de se tornar popular no Instagram. Aqui, o tema é o mesmo, mas o Instagram mudou e com ele as lógicas também.
Clique pra continuar lendo

APP.TITE #01 – PATH, QUANDO MAIS É MENOS

por FABIO REX | 14 dezembro 2011

“E eu desejo amar todos que eu cruzar pelo meu caminho. Como eu sou feliz, eu quero ver feliz quem andar comigo.” Lispector, Clarice

 

Path foi lançado em novembro do ano passado e lá pelo dia 18 meu amigo early adopter trend hunter Marcus “Marky” Cardoso me apresentou o aplicativo. Ele também tinha me mostrado o Instagram, que bombou em 2011 e foi eleito o app do ano. É, o Marky é desses.

 

Vou te dizer, achei o Path uma bela bosta. A ideia era pra ser um anti-Twitter, limitando seus contatos a 50 pessoas. Bem, para isso é só fazer uma lista e voilá, você tem um Twitter de 50 pessoas que importam.

 

Mas o ano passou e as coisas mudam, especialmente opiniões. Comecei a ficar com ressaca de Social Media. Não da coisa em si, mas do excesso de informação (essa coisa linda que foi batizada de infobesidade). Mesmo usando o Echofon para dar mute em todo mundo cuja vida não me interessa (mas se eu der unfollow vai ter mimimi) a coisa não tá funcionando. No Facebook a mesma coisa acontece, toda hora eu “cancelo a assinatura” do feed de alguém.

Clique pra continuar lendo

10 DICAS DE COMO SER POPULAR NO INSTAGRAM

por FABIO REX | 1 fevereiro 2011

Ou melhor, como fazer com que suas fotos entrem para os quadradinhos populares do novo hip em social media, o Instagram?

É fácil! A única coisa que você precisa é de ter uns 10 followers e uma boa foto.

O algoritmo de popularidade do Instagram, pelo que observei, se baseia na velocidade com que seus followers apertam o botãozinho de “LIKE“, declarando assim a apreciação pela imagem postada. Eu já vi imagens na parte de “popular” com menos de 11 likes. E tive fotos minhas com mais de 40 ♥ que nunca foram mencionadas.

Como conseguir esses ♥? O básico é ter pelo menos 10 pessoas acompanhando a sua timeline. E 10 pessoas ativas, que usem a app.

E, claro, uma boa foto. :)

O que é uma boa foto? Olha… Sempre fui um fotógrafo meia-boca. A ponto de ser o único com um B em uma turma só de A. Triste história. Mas com o tempo aprendi um truque ou dois. E uma boa foto tem mais chances de ser obtida com uma boa câmera. O que não é o caso dos modelos mais antigos de iPhone. Eu amo/sou a câmera do iPhone 4. Tirando o flash que é meio cagado e deixa tudo leitoso, meus props para ela.

.

1-) Capture um momento único

Fiz essa foto no último dia do ano (clique nela pra ver maior). E foi minha primeira popular. E para minha sorte esse momento único não foi único. Estava indo de São Paulo para o Rio de carro e havia várias passarelas. E em uma delas, um cara de bicicleta passava. Uma puta captura. Que eu não fiz. Peguei a câmera e segui fotografando obsessivamente. A luz de final de dia estava linda. Para a minha sorte, havia outro ciclista passando na passarela seguinte.

.

Clique pra continuar lendo

APP.TITE #0 – INSTAGR.AM – THE NEXT BIG THING?

por FABIO REX | 18 novembro 2010

instagram

Convenhamos, caros amgs, o Twitter está saturando. Está ficando chato. Cada dia que passa fica mais fácil não entrar lá todo o santo dia. Eu acredito que daqui a um bom tempo, o site do passarinho azul vá fazer companhia ao IRC, ao Fotolog, ao ICQ,  Coisas que eram “WOW! OMG!” e hoje quase ninguém dá muita atenção.

As pessoas são mais ou menos assim com rede social (e outras coisas também): descobrem uma coisa, começam a usar, se apaixonam, contam para os amgs, os amgs se apaixonam também, todo mundo acha a maior loucura, aquela sua prima Zuleika fica sabendo e vira usuária também. O problema da prima Zuleika é que ela é uó e tem uma galera igual a ela. Esse povo começa usar a rede social e os primeiros usuários abandonam a rede.

E para onde vai a atenção dessa gente novidadeira da rede internacional de computadores, a tal da Internet?

Eu tenho notado um certo crescimento na movimentação do site Facebook. Muita bicha sem camisa oriunda do Orkut. Grupos como “só mais 5 minutinhos” emulando as exitosas comunidades congêneres do resistente Orkut. Mas o Facebook não é exatamente uma novidade. Ele está aí desde sempre (mentira, desde 2006 – para o mundo). Então o Facebook (ou feice, para os íntimos) não é uma alternativa aos galerosos ávidos por novidade.

Aí que entra o Instagram.

O Instagram tem suas peculiaridades. Ele só roda em iPhone e companhia. Não tem versão para outros smartphones.  Ele foi lançado a pouco mais de um mês. Para ser exato dia 06 de outubro de 2010.

Não tem nem verbete na Wikipédia, galerosos. Eu estou realmente sendo obrigado a pesquisar esses dados em vez de dar command+c command+v.

E nesse curto espaço de tempo, ele já está bombando.  Eu, por exemplo, já tenho uns 90 followers. Isso no Twitter levou uma eternidade para conseguir. E todo dia está entrando gente nova.

O Instagram lembra o Fotolog. Você registra seu cotidiano através de fotos e pode deixar comentários nas imagens alheias. O Instagram lembra o Twitter. Você tem um limite de caracteres para se expressar e pode favoritar os posts dos seus followed. O Instagram lembra (e usa) o Foursquare, você pode geotaguear suas imagens.

instagram3


Mas o Instagram tem uma coisa que não é de rede social. Ele hipsteriza suas fotos. Ele vem com uma serie de filtros que deixam sua foto cagada de celular com todo o hip discreto das polaroides, lomos e fotos antigas. Sério. Qualquer foto tosca melhora com os filtros fotográficos do app. E de graça. DE GRAÇA, amgs. Outras apps hipsterizadoras de imagem, como Hipstamatic e ShakeIt, são pagas e não vêm com a rede social embutida. E mais, o Instagram é perfeitamente integrado ao Facebook, ao Twitter, ao Flickr, ao Tumblr & ao Foursquare. Você tira a foto, aplica um efeito e espalha por toda suas presenças online.

E além disso, como uma rede social bebê, o Insta (já fiquei íntimo) ainda não tem seus vícios. Todo mundo é gentil. Todo mundo confraterniza. Não tem follow-que-te-follow, não tem like-que-eu-te-like. Não tem Jhonhathan com 8 h no nome, fazendo biquinho e tesourinha na frente do espelho. Não tem script, não tem ranking, não tem ação social, não tem nada de nada.

Sobram almoços bacanas, cachorros fofos, céus dramáticos, luzes abstratas e uma monte de fotos bonitas de gente bonita.

Por enquanto.

Porque você sabe o que vai acontecer. Logo a app vai ter suas versões para outros sistemas operacionais, para a web,  vão aparecer celebridades residentes, add-ons, plug-ins e, o pior de tudo, a prima Zuleika vai descobrir o Instagram.

E aí fodeu.

Vamos todos de novo atrás da next next big thing.

COMO NASCEU O MEME “MISTUREI ACTIVIA COM…”

por FABIO REX | 8 novembro 2010

Por @FabioRex

O meme “Misturei Activia com Johnnie Walker…” é um dos finalistas indicados ao prêmio dos Melhores da Twittosfera que rola no próximo YOUPIX como o RT do ano. O lance é que ninguém sabia dizer exatamente quem foi a primeira pessoa que tuitou essa pérola internética. Quando a @biagranja perguntou se alguém sabia a origem do meme, eu disse que seria difícil fazer o trackback, mas logo viria a descobrir que estava enganado… A história foi a seguinte:

 

  • O EMBRIÃO

embriao

Clique pra continuar lendo