Os 16 tipos de amigos mais comuns do Facebook

por LUISA CLASEN | 20 julho 2012

Pois é, hoje é Dia do Amigo! E se tem um lugar nesse mundo onde o conceito de amizade foi totalmente redefinido, este lugar é a internet. Desde os tempos em que os sem-amigo (hoje também conhecidos como Forever Alone) encontraram consolo em fóruns e chats do UOL, muita coisa mudou na maneira como a gente se relaciona com a galere online.

Hoje, apesar de pesquisadores terem relevado que ter mais de 354 amigos no Facebook pode te deixar deprimido, o conceito do que é amizade mudou. A gente é amigo online de quem nunca seria no offline porque ser amigo de alguém no Facebook é muito mais fácil (e demanda menos) do que se dedicar a alguém na ~vida real~, disse Bauman.

Se é hora de refletir ou não sobre o ~valor~ dessas amizades online eu não sei, mas como hoje é Dia do Amigo e você tem uma porção deles no seu Facebook, certamente já se deparou com algumas das figuras listadas abaixo. Ou não? ;-)

 

 

O amigo cola social é aquele que faz uso das ferramentas socializantes do Facebook para… socializar como se não houvesse amanhã e se divide em dois tipos: o promoter e o notificação. Recebeu um convite de evento? Opa, ctz que é do promoter. Você não sabe porque, mas ele vive te chamando pra mil baladas (que, na maioria das vezes, não têm nada a ver com você) ou pros shows da banda dele (que nunca emplacou). Ironicamente, ele nunca fala com você no dia-a-dia, ele só tá interessado no seu “IRÁ COMPARECER” pra aumentar a contagem de pessoas na festinha dele e mostrar o quanto ele é popular.

Já o notificação é assim: do nada você recebe um turbilhão de notificações no Facebook! O que será que aconteceu? Simples: seu amigo te colocou em um grupo nada a ver, ou te adicionou a uma mensagem coletiva, uma foto, uma discussão ou qualquer outro tipo de aglomeração que o Facebook permite.

 

 

O amigo viu isso? é aquele cara com uma boa dose de tempo livre e curiosidade, que vai lá na ~grande rede mundial de computadores~ atrás de coisas maneiras (apenas pra ele, muitas vezes) e posta na timeline. Humor, política, LOL Cats, trânsito, cotação do dólar, as novidades da ciência, pessoas de pintos gigantes sendo presas em aeroportos, gifs animados… ele sabe de tudo, ele viu tudo e compartilhou tudo na timeline.

Esse cara pode ser um bom amigo pra se ter… ou não! Se você tiver sorte, ele vai saber a diferença entre “curadoria” e “VEJA TUDO O QUE EU CONSIGO LER EM MENOS DE UM MINUTO NA INTERNET”. Se tiver azar, ele vai fl00dar, postar coisas sobre assuntos que você não curte e… bom, é melhor você desfazer a amizade logo.

PS – Não confundir o amigo “Viu isso?” com o amigo “Curti isso”, veja verbete abaixo.

 

 

O amigo curti isso é o cara que navega pela internet dando like em tudo quanto é coisa, sem pensar que a cada clique no botão joinha, as coisas vão direto floodar a timeline alheia. Critério pra curtir o cara tem apenas um: nenhum! Mas ele acha que tem. Ou, pior, acha que todos estão interessados em tudo o que ele curte. Amg, a vida não é um campeonato de curtição.

Um cara parecido com o “Curti Isso” é o “plug-in”, vide verbete mais abaixo.

 

 

Esse amigo, também conhecido como oversharer duzinférno, não tem nem nenhum problema em dividir com TODO mundo cada detalhe (desagradável) da vida dele: a cor do cocô, a encoxada no metrô, o velório da avó, a DR com a namorada, as aflições com a nova espinha que apareceu na bunda, os problemas no trabalho e por aí vai. O lado bom é que você fica atualizado com tudo sobre a vida do cara. O lado ruim é que você fica atualizado com tudo sobre a vida do cara.

Um possível spin-off desse amigo seria o inside joker, que só posta coisas sem contexto e ainda espera que a gente entenda. ”Sério que a garota fez isso? Não posso acreditar…” — Que garota? Fez o quê? Só faltava reclamar que ninguém comentou nada, né? Ninguém sequer compreendeu seu post, champs!

 

 

 

O amigo família, como o nome diz, é totalmente dedicado às atividades e pessoas da sua órbita familiar. Certamente ele tem um álbum chamado “MEUS AMORES”, onde posta fotos fofas da família (pais, avós, namorada, bebês – seus e de outros, primos, amante, etc) diariamente. Os tipos mais comuns desse tipo de amigo são: o novo-pai e o casal feliz.

Ser pai é padecer no paraíso, a gente sabe. E sim, seu bebê é uma fofura. Mas não, eu não quero ver as fotos do parto da sua mulher em detalhes, nem as 80932812932 fotos do seu bebê comendo ou ler as 23232 matérias sobre dentição e cólicas de bebê. Valeu!

Mas o pior de todos é o “casal feliz”! Eles têm um perfil juntos (plmdds!!!) e a foto no avatar é deles abraçadinhos na viagem de lua de mel. O pior é que você não pode mais nem mandar mensagens pro seu bróder porque sabe que a noiva dele vai ler. Amigos, vocês passaram alguns anos das suas vidas separados, não vai doer nada vocês continuarem mantendo um pouquinho da individualidade de vocês, né?

 

 

Conceitualmente, todo amigo do Facebook é exibicionista, neam? Mas esse aqui levou essa arte a uma nova dimensão e se divide em dois tipos: amigo sensual e amigo bon-vivant.

O primeiro é aquele que muda a foto do perfil diariamente e faz questão de valorizar os ~atributos~ (reais ou imaginários) nas fotos. Se você olhar o álbum dele, só vai ter foto dele mesmo e na seguinte proporção:  93% são autorretratos (sendo que 67% desses foram tirados na frente do espelho depois da academia ou da sessão de Jet Bronze, 55% contém duckface e 93,8% conterão a legenda “fiquei horrível nessa foto”) e 9% são fotos que outros tiraram deles em situações agradáveis. Ah, 100% estará esperando seu like e um comentário tipo “ASSIM VOCÊ ME MATA“.

O segundo tipo de amigo exibicionista é aquele que só usa o Facebook pra esfregar na sua cara o quanto ele tá (presumidamente) curtindo a vida e ganha mais do que você (ou não). Ele fez check-ins nos melhores restaurantes, tem álbuns cheios fotos de viagens, manda atualizações direto de baladas fechadas para as quais, muitas vezes, ele nem foi convidado… tudo isso regado a um bom vinho. Ele curte a vida lá fora, você fica lá no Feice curtindo a vida dele. :)

 

 

 

Esse amigo aqui é um mistério. Você nunca vê nenhuma atualização dele na timeline, ele nunca curte nada ou comenta seus posts, não compartilha, não manda inbox, não abre a boca. Você até esquece da existência dele, só que quando se encontram no mundo offline, ele comenta sobre todas as coisas que você compartilhou ultimamente. Puta cara brother! Não te obriga a receber as atualizações dele, mas tá sempre por dentro dos seus assuntos. VLW!

 

 

Você posta: “Steve Jobs, fundador da Apple, morreu hoje. Leia notícia aqui”. Ele comenta: “Quem é esse tal de Steve? O que aconteceu com ele?”. M-O-R-R-A! A notícia tá bem na sua frente, é só você mover seus olhos de um lado pro outro e fazer umas sinapses marotas. Esse tipo de amigo é também aquele que tá toda hora postando na timeline: “alguém sabe como se soletra preguiçoso?”, “alguém aí sabe quanto tá a cotação do dólar?”… o cara não faz nada sozinho e, aparentemente, não descobriu ainda as maravilhas do hyperlink e do Google.

 

 


Encontro de classe: ele organizou. Música do anos 80 na sua timeline: ele que postou. Foto dazantiga de quando você usava aparelho e tinha a cara coberta de espinhas: ele que taggeou (fdp!). Pro bem ou pro mal, o amigo nostalgia vive preso no passado e gosta de ressucitar as coisas mais velhas e esquecidas. Fique de olho pra poder sempre apagar as tags de fotos que mostram sua adolescência de fã de New Kids on The Block e orgulhoso dono de uma cabeleira com mullets. Sim, nós sabemos que você usou!  MUAHAHAHA

 

 

Pois é, o ~advento da internet~ trouxe todo tipo de gente para a rede… e isso é maravilhoso, claro, mas também não podemos deixar de apontar a quantidade de micos pagos por minuto pelos n00bs. Tem os que acabaram de entrar no Facebook (ou na Internet), os mais jovens que não tem a malícia de reconhecer vírus ou malware, os mais velhos que não pegaram muita intimidade com a tecnologia ainda e também os bicho-do-mato que só abrem o Facebook uma vez por mês e não conseguem se entender no meio de mensagens, status e tudo mais. Você vai conseguir identificá-los porque em geral eles compartilham coisas como “mude a cor do seu Facebook“, “instale o botão dislike“, “descubra quem visitou seu perfil” ou apenas mensagens privadas abertamente no seu mural… sem querer, claro!

 

 

Esse amigo aqui te vê online e já vem falar com você, cutucar, chamar no chat. Você tá dando aquela acessada no Facebook rapidinho no trampo só pra ver se não perdeu nada e lá vem o mala te alugar com… nada. Na maior parte das vezes, ele nem tem assunto! Porra, se não tem assunto não me chama no chat!

 

 

 

Ó Céus, ó vida! Por que ser uma pessoa feliz e construtiva se você pode ser um pentelho que passa o dia reclamando (sozinho), ofendendo pessoas ou empresas ou postando todo tipo de #mimimi na timeline, não é mesmo? A palavra “merda” aparece em 50% das atualizações, “bosta” aparece nos outros 50%. Ah sim, uma versão covarde desse cara é o amigo “indireta”, ele não tem coragem de confrontar o objeto de seu ódio, então fica mandando mensagens subliminares o dia todo.

 

 

 

Fulano tirou foto com o aplicativo Instagram, fulano adivinhou “Meu Pintinho Amarelinho” em Song Pop, fulano colheu batatas e amoras no Farmville, fulano ouviu “De quem é esse jegue” no Last.fm, fulano acaba de se tornar mayor da “PQP” no Foursquare… Fulano nunca tá lá no Facebook, mas todos os plug-ins de todas as outras redes sociais ou aplicativos que ele usa estão! Fulano tem que ver isso aí.

 

 

Esse é o campeão de levar unfriend ou block ou morra: ele é escatológico, desavergonhado e vai tentar te levar pro caminho da lama com ele. Apareceu uma foto de capivara atropelada, cadáver em mesa de autópsia, piadas de humor ultra negro, fotos de acidente ou FOTOS SUAS VOMITANDO NA BALADA DE ONTEM? Foi ele que postou. Ele não tem nenhum problema em ser desagradável ou postar coisas que nunca deveriam vir a tona. NUNCA!

Um possível spin-off do sem-noção é o amigo alcóolatra. ”Hoje será só eu e essa garrafa de Absolut” — todo final de semana é isso. Ou então, quando ele realmente sai do Facebook pra ir pra alguma balada, todas as fotos têm ele segurando um copo de bebida. E os posts depois disso são recheadas de expressões como “ressaca”, “nunca mais” e “PT” (não, não é o partido político).

 

Já jogou Age of Empires? Sabe quando um bonequinho (priest, a.k.a. monge) converte o outro pro seu exercíto falando “WOLOLO”? Pois é! Esse amigo aqui é aquele que passa o dia tentando convencer as pessoas que a visão dele sobre o mundo é a melhor. Você tem uma religião? Ele quer que você seja de outra. Você tem uma visão política? Ele quer te empurrar outra. Você é carnívoro? Seja vegetariano! Tudo o que esse cara faz é tentar evangelizar, converter e elucidar os “menos esclarecidos”. Ele nunca estará satisfeito até que o mundo inteiro tenha a mesma opinião que ele. Aviso: nunca entre em discussões com ele, principalmente em comentários de posts ou fotos… você vai perder!

 

 

E, por fim, o amigo IDEAL! Esse aqui é um espécime raro, bem difícil de encontrar. Como todo mundo, ele tá no Facebook curtindo as coisas, mas faz isso como uma pessoa que “tem louça pra lavar”, com parcimônia. Diferente de todo mundo, ele não flooda sua timeline, não te marca em flyers ou joguinhos de “marque seu amigo mais loiro”, não te manda solicitação de aplicativo idiota, não marca você em fotos comprometedoras publicamente, não te cutuca a cada 15 minutos, não te adiciona ao Meu Calendário, não enche seu feed com coisas inutéis, etcetc

Quem escreveu:

LUISA CLASEN / @lullylucky

A garota do cabelo colorido.
veja + posts do autor

Comentários: