FACEBOOK BRASIL SE PRONUNCIA SOBRE O “APOCALIPSE DAS PÁGINAS”

por youPIX | 8 outubro 2012

Se você é dono de página no Facebook.. TREMEI!

Desde o mês passado, a ~puliça do Facebook~ tá promovendo uma verdadeira limpa na rede social. No final de agosto, eles anunciaram o início da sua cruzada contra páginas, perfis e likes falsos (veja aqui) e/ou irregulares e, a partir de setembro o Kissuco começou a ferver geral.

No Brasil, tem rolado o “Apocalipse das Páginas“, nome dado pelos próprios (ex)autores das mais de 100 páginas excluídas sem aviso, notificação, beijjo na boca ou cartãozinho animado. Tentamos entender junto aos criadores das páginas o que poderia ter motivado as exclusões, mas todos foram enfáticos em afirmar que nunca fizeram nada de errado ou que ferisse os Termos de Uso do Facebook.

Mas é aí que eles nos se enganam…

 

Por conta do bafafá gerado pelo post “Apocalipse das Páginas“, recebemos uma ligação da galera do Facebook com alguns esclarecimentos bem importantes pros autores das páginas excluídas e de todas as outras que ainda estão no ar. De acordo com o Facebook, todas as páginas foram deletadas porque violaram, SIM, os Termos de Uso do site, a maioria por propaganda irregular.

O motivo da não notificação de exclusão, de acordo com o Facebook é: “parte-se do princípio que quem cria uma página está de acordo com eles [os Termos de Uso], afinal a pessoa concordou explicitamente com eles”. Pois é… aceitou, não leu, não pode reclamar!

A gente também não tinha lido esses Termos ainda, mas recomendamos MUITO que você, dono de página, faça isso >>> AQUI.

<pode ir tranquilo, a gente espera você voltar!>

 

Leu? Muito bem! Agora queremos chamar sua atenção para o que diz o parágrafo III:

 

“III a) É PROIBIDO FAZER PROPAGANDA DE TERCEIROS NAS PÁGINAS”

Qualquer tipo de divulgação de terceiros em páginas (sejam posts, links para lojas de outros, etc) é terminantemente proibido. Ou seja, se você tem uma página de sucesso e quer ganhar dinheiro com ela, desista do modelo publi-editorial. Se você for pego falando de outra marca que não a sua própria, você corre o risco de ser excluído.

De acordo com o Facebook, a proibição rola por uma questão de respeito ao usuário: “parte-se do princípio de que seu eu curto e assino o conteúdo daquela página especificamente,  receber notícias, conteúdo de humor, etc, apenas dela e não de seus parceiros”, dizem eles.

Isso meio que joga um balde gigante de água fria na cabeça da galera que via o Facebook como o ~novo wordpress~. Não, o Facebook não é a nova plataforma de publicação pra quem quer investir em conteúdo próprio e ganhar dinheiro monetizando a audiência através de anúncios e patrocínios, como em um blog por exemplo.

O conteúdo que você posta no FB não é seu (já que ele pode ser deletado sem aviso prévio/póstumo a qualquer momento) e, aparentemente, a única ~entidade~ que pode ganhar dinheiro diretamente com ele é o próprio Facebook.

No Descolinks dessa semana chamamos o Edney @Interney Souza pra comentar esse babado (assista aqui) e ele definiu muito bem a situação: “a gente acha que o Facebook é da gente, ele não é! Você está criando audiência pra um site que não é seu e se amanhã eles decidirem mudar as regras no meio do jogo, não há nada que você possa fazer”.

É isso aí! Se você não está satisfeito com essa situação, passeata na frente do Facebook não vai resolver… a regra é clara e está descrita detalhadamente nos Termos de Uso.  Se você curtiu, compartilhe acate! Se não curtiu, procure outro lugar pra realizar o sonho de ficar rico na interwebz! :)

 

UPDATE 08/OUT —> Pessoal perguntou se pode fazer publi-editorial no blog e então divulgar o link do post no Facebook. A resposta: pode, mas essa divulgação no Facebook não pode ser para vendas (por exemplo: “clique aqui e compre essa geladeira”). O grande problema é quando você tenta vender alguma coisa no ambiente feito para conteúdo (a Timeline).

Quem escreveu:

youPIX / @youpix

cultura de internet, pessoas e pixels
veja + posts do autor

Comentários: